Dia da Consciência Negra: 5 filmes brasileiros para o dia 20 de novembro

Hoje, dia 20 de novembro, se celebra no Brasil o Dia da Consciência Negra. O site AdoroCinema fez uma lista especial com produções dos mais diferentes cineastas negros do mundo e nós aqui do Prime selecionamos os brasileiros do ranking para trazer para você!

Você sabia que no Brasil apenas 2% dos filmes nacionais de maior sucesso nas bilheterias entre 2002 e 2014 foram dirigidos por homens negros, segundo estudo do Grupo de Estudos Multidisciplinares da Ação Afirmativa (GEMAA), ligado à Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ)? Paralelamente, pretos e pardos, definidos como negros pelo IBGE, compõem 53,6% da população do país.

Não há dúvidas que ainda há muito a ser feito em busca da igualdade no cinema, né?! Confira a lista:

 

a-negacao-do-brasil

1. A Negação do Brasil (2000)
O documentário nacional A Negação do Brasil (2000) discute os estereótipos negativos contra a população negra disseminados por décadas nas telenovelas, produto cultural de forte influência no país. O necessário ataque ao mito da democracia racial tupiniquim, Joel Zito Araújo também comandou o celebrado As Filhas do Vento (2004), drama que foi sua primeira ficção e venceu oito prêmios no Festival de Gramado.

 

amor-maldito

2. Amor Maldito (1984)
As mulheres negras são um dos grupos mais subrepresentados do cinema nacional até hoje. Por isso mesmo é importante valorizar o pioneirismo de Adélia Sampaio, primeira realizadora negra brasileira a lançar um filme no circuito. Amor Maldito (1984) acompanha os desdobramentos trágicos do romance entre duas mulheres em uma sociedade machista. Foi o único longa de Sampaio. “O cinema é elitista. Chega uma preta, filha de empregada doméstica e quer fazer filmes? Claro que foi difícil“, disse, em entrevista à Trip.

 

DEDE

 

3. Um é Pouco, Dois é Bom (1970)

Odilon Lopez se tornou o primeiro realizador negro do Brasil ao lançar a comédia de costumes Um é Pouco, Dois é Bom (1970), filme com dois segmentos sobre aspectos da vida urbana no Rio Grande do Sul. Mesmo que de forma leve e cômica, o longa aborda o racismo no enredo sobre dois ladrões que sonham em subir de vida. Um deles, interpretado por Lopez, encara o abismo social entre ele e um grupo de brancos vanguardistas.

 

 

 

broder

4. Bróder (2009)
Jeferson De canalizou o rigor e o conceito do movimento Dogma 1995, que tem em Lars Von Trier seu principal nome, e idealizou o Dogma Feijoada. Trata-se de um modelo de como fazer filmes valorizando a figura do negro no cinema brasileiro. O principal trabalho de Jeferson como realizador é o drama Bróder (2009), sobre três amigos de infância que tomaram rumos distintos na vida e se reencontram.

 

fb_0105_008

5. Na Boca do Mundo (1979)
Antônio Pitanga não é só um dos mais importantes atores negros do Brasil, mas também se aventurou na direção em uma época em que tal gesto era ainda mais raro do que nos dias atuais. Na Boca do Mundo (1979) traz Pitanga na pele de um pescador dividido entre o desejo por duas mulheres. O elenco traz atores como Norma Bengell, Milton Gonçalves e Maurício Gonçalves.

 

Gostou? Então veja as outras listas especiais que fizemos para você aqui: http://bit.ly/ListasPrimeBoxBrazil

FONTE: http://www.adorocinema.com/slideshows/filmes/slideshow-135736/

logo-prime