Movimento da legalidade é tema de filme previsto para 2018

legalidade_leonardomachado_credito_jobamigliorin

 Ator Leonardo Machado interpretando o político Leonel Brizola

 

Iniciaram em 12 de maio em Porto Alegre as filmagens do longa-metragem Legalidade, dirigido por Zeca Brito e produção da Prana Filmes. O filme conta com gravações no Palácio Piratini e no Porão da Legalidade, no prédio da Prefeitura de Porto Alegre, além de cinco municípios gaúchos. No elenco, Cléo Pires, Fernando Alves Pinto e José Henrique Ligabue integram um triângulo amoroso que tem como fio condutor os acontecimentos de agosto de 1961, comandados por Leonel Brizola, interpretado por Leonardo Machado.

 

A produção narra a história fictícia de dois irmãos envolvidos com o movimento da Legalidade e que se apaixonam pela mesma mulher. Este triângulo amoroso provoca uma rivalidade entre eles, que acabam encontrando a união em torno da causa cívica. Nos porões do Palácio Piratini, o Governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola, se prepara para ser alvo de um bombardeio das forças armadas brasileiras. O país está à beira de uma guerra civil, ao tentar impedir que o vice-presidente assuma a presidência. Brizola carrega uma metralhadora a tiracolo, porém suas armas mais potentes são um microfone e as ondas do rádio que transmitem o discurso mais inflamado de sua vida. Uma revolução, onde o poder da comunicação fez com que o povo brasileiro protagonizasse um movimento de resistência e mobilização popular sem precedentes na história do país. Mesclando personagens reais e fictícios, “Legalidade emociona ao mostrar os turbulentos dias de crise da República”, revela o diretor.

 

18595596_1498856683459281_7856797838657018357_o

O elenco está em preparação desde março, onde participaram de leituras, ensaios, oficinas e palestras. Brizola será interpretado por Leonardo Machado aos 38 anos e por Sapiran Brito, aos 84. Sapiran, figura conhecida da classe artística gaúcha, é também pai de Zeca. Este é o segundo longa que Ligabue e Cleo trabalham juntos: a primeira vez foi em “O Tempo e o Vento”, de Jayme Monjardim, onde interpretaram os irmãos Ana e Antonio Terra.

 

Luciana Tomasi assina a produção executiva, Bruno Polidoro a direção de fotografia, Adriana Borba direção de arte e Glauco Urbim direção de produção. Os figurinos são de Marcia Nascimento e a caracterização de Nancy Marignac. O som direto de Gabriela Bervian.

 

As gravações seguem até 12 de junho. A previsão de lançamento de “Legalidade” é para o segundo semestre de  2018. Acompanhe as novidades sobre as gravações através da página do filme: facebook.com/legalidadeofilme.

 

Sinopse:

Porto Alegre, agosto de 1961.

O Brasil está à beira de uma guerra civil. Através das ondas do rádio, o então governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola, comanda um movimento de resistência popular sem precedentes na história do país. Mesclando personagens reais e fictícios, Legalidade emociona ao mostrar os turbulentos dias de crise da República.

 

logo-prime