SPFW N46: transformação é colocada em pauta com Projeto Estufa

2018-projeto-estufa-banner-ffw-1200x640

Iniciativa tem objetivo de revelar novas formas de criar, produzir e distribuir, além de provocar diálogos e reflexões em torno da construção de um futuro que queremos

O Projeto Estufa, apresentado pelo Santander, acontece em 2018 simultaneamente à edição 46 da plataforma de moda, de 22 a 26 de outubro, ocupando o Farol Santander e o ARCA, na Vila Leopoldina. A plataforma nasceu em 2017 em parceria com a C&A e Instituto C&A, nutrido pela vocação e crença do São Paulo Fashion Week em conectar iniciativas e movimentos dedicados a pensar e criar agora o futuro que queremos.

A segunda edição do evento conta, além da parceria do Banco Santander, com o patrocínio da Jeep, C&A, Movimento Sou de Algodão e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e promove a reflexão a partir de conteúdos artísticos, estéticos e de conhecimento com uma agenda que inclui exposição, desfiles, masterclasses, talks, feira de startups e labs.

Evoluir, apontar caminhos, somar. Nos desafiamos, nos arriscamos, e sempre nos colocamos em terrenos desconhecidos, por isso sempre Novos. O SPFW tem isso em seu DNA e criamos o Projeto Estufa, como uma evolução de inúmeros exercícios e iniciativas, justamente para reunir e proporcionar a troca entre pessoas e iniciativas que compartilham do nosso mindset“, comenta Paulo Borges, idealizador do SPFW e diretor criativo do Projeto Estufa. 

O Santander apoia o Projeto Estufa justamente pela crença que temos em comum no empreendedorismo, na inovação e na criatividade como caminhos de futuro, valores fundamentais para o momento de transformação que estamos vivendo”, comenta Marcos Madureira, vice-presidente executivo de comunicação, marketing, relações institucionais e sustentabilidade do Santander. 

Daniela Thomas, cineasta e cenógrafa, é convidada como inspiradora desta edição do Projeto e concebeu a reunião de 17 artistas contemporâneos que ocuparão o ARCA com instalações provocativas e irreverentes. “Nessa curadoria fazemos uma provocação sobre os caminhos da criação artística que se avizinham e que borram classificações e identidades, instigando as parcerias e a experimentação, sem medo.” afirma Daniela Thomas.

Na mostra, reconhecidos nomes da arte contemporânea como Rochelle Costi e Fernando Velazquez convivem com jovens criadores cujos projetos acontecem fora das galerias, ou que só acontecem quando o público os ativa. São artistas que experimentam com tecnologias e materiais inéditos, criadores cujas obras desafiam nossos modos de estar em público, ou que criam obras frágeis, que espelham a fragilidade do nosso meio ambiente. Alguns trabalhos são desenvolvidos durante o período da mostra que conta com a participação de Aleta Valente; Anais Karenin; Cal Kielmanowick; Fernando Velazquez; Fred Pinto; Lina Lopes; Mari Nagem; Marina Kosovski; Renato Custódio; Álvaro + Oda; Mau Maker; Pedro Gallego; Renata Melo; Rochelle Costi; Rodrigo Moreira; Sara Não Tem Nome; e Simone Barros.  

Esse multidisciplinarismo da moda é maravilhoso. O Projeto Estufa é mais uma oportunidade de tangibilizar essas ideias em obras que se situam nesse espaço da não fronteira e que fazem uma provocação sobre os caminhos da criação artística”, comentou Daniela.

Conceitos e questões colocados na exposição são pontos de partida para temas de conversas, encontros e workshops da programação, que também apresenta desfiles de sete marcas que se conectam com os pilares do Projeto Estufa e passam a integrar o lineup da temporada SPFW N46.

Olivia Merquior, diretora do Centro Brasileiro de Estudos em Design de Vestuário, e Augusto Mariotti, diretor de conteúdo do SPFW, integraram o time de curadores que elegeu Aluf, ÃO, Helena Pontes, Korshi, Lucas Leão, MIPINTA e VHM para apresentarem suas coleções na passarela.

Selecionamos marcas capazes de trazer novas perspectivas e soluções para o mercado de moda nacional e internacional. Marcas sem medo de apostar numa criatividade lúdica e transformadora.” Afirmou Olivia Merquior. “Estes estilistas acreditam na moda como importante elemento político, que reorienta, comunica, reivindica e mobiliza. São jovens capazes de reinventar a realidade presente, que abrem caminhos para o futuro. Engajamento, liberdade criativa, pensamento prospectivo e permeabilidade: esses são os principais alicerces de nossas escolhas“, completou.

Os desfiles acontecem entre os dias 23 e 25 de outubro, em meio à intensa programação de masterclasses, no Farol Santander, pela manhã e talks, labs e feira de startups com curadoria do SEBRAE no ARCA, no período da tarde.  Questões como biomimetismo, inteligência artificial, sustentabilidade, o design como solução para desafios contemporâneos, neurociência, economia circular, tecnologias vestíveis, futuro do trabalho e novas narrativas compõe o espectro das discussões propostas na curadoria de Graça Cabral, co-fundadora do SPFW e idealizadora do Projeto Estufa.  Entre os convidados Fred Gelli, Alvaro Machado Dias, Eco Moliterno, Oskar Metsavaht, Mana Bernardes, Marko Brajovic, Isabel de Luca e Renata Martins.

Como participar

É possível participar de toda a programação adquirindo ingresso pelo site tudus.com.br.  Clientes Santander têm o benefício de pré-venda exclusiva, com 30% de desconto até o dia 15/10 às 12h. Após esta data, ingressos estarão disponíveis para o público geral.

A experiência Projeto Estufa dá acesso às masterclasses no Farol Santander e exposição, desfiles, talks, feira de startups e labs no ARCA. Todos os espaços são sujeitos à lotação.

Projeto Estufa

Quando: 22 a 26 de outubro.

Local: FAROL Santander – Rua João Brícola, 24.  

ARCA – Av Manoel Bandeira, 360 – Vila Leopoldina – São Paulo

Classificação etária 18 anos

Mais informações e programação: http://ffw.uol.com.br/noticias/moda/projeto-estufa-2018/