Banda “Os Carbonos” é personagem de série do Music Box Brazil sobre heróis anônimos do hit parade

3º episódio de ‘História Secreta do Pop Brasileiro’ vai ao ar nesta sexta-feira, dia 25, a partir das 22h30, no canal por assinatura Music Box Brazil

Outubro de 2019Cem mil. É o número estimado de músicas que a banda de estúdio Os Carbonos gravou entre os anos 1960 e 2000 para muitos intérpretes da música brasileira, de Gal Costa a Zezé Di Camargo & Luciano, de Sergio Reis e a Leandro & Leonardo. Requisitados pela indústria, Os Carbonos nunca receberam direitos autorais pelas gravações e ficaram sem os créditos em muitos discos em que tocaram. Os heróis anônimos do hit parade são tema do terceiro episódio da série ‘História Secreta do Pop Brasileiro’, que vai ao ar nesta sexta-feira, dia 25, a partir das 22h30, no canal por assinatura Music Box Brazil.
 
Na segunda metade do século XX, muitos cantores brasileiros não tinham banda própria. Para fazer álbuns, as gravadoras contratavam bandas de estúdio para gravar as bases das faixas. Os arranjos eram complementados com vocais e esses músicos não tinham seus nomes creditados nos trabalhos. Algumas das bandas mais atuantes, citadas ao longo do episódio, são Roupa Nova, Renato e seus Blue Caps e The Fevers. Nenhum deles gravou tanto quanto Os Carbonos.
 
Formado pelos irmãos de origem italiana Mario Carezzato (teclado, órgão, piano e vocal), Raul Carezzato (vocal e percussão) e Umberto Carezzato (baixo, piano, gaita e vocal), Os Carbonos são responsáveis por sucessos como ‘É o amor’ de Zezé Di Camargo & Luciano, ‘Fuscão Pretode Almir Rogério e ‘Feelingsde Morris Albert. “Conseguíamos gravar 12 faixas em seis horas. Você punha a partitura na frente e saia tocando. Não dá nem tempo de pensar”, lembra em entrevista à série. Os músicos chegaram a gravar o equivalente a três discos por dia de trabalho.
 
Um dos músicos acompanhado pela família Carezzato, Gilliard lembra emocionado da parceria construída em sucessos como “Aquela Nuvem”. “Nunca vi tanta competência aliada à musicalidade e humildade. Tudo que eles gravavam era sucesso. Eles gravavam como músicos de estúdio de toda a gravadora RGE e Copacabana. Quantos artistas no Brasil e no mundo são sucesso na parada permanente através da sensibilidade de Os Carbonos. (…) Era difícil ter uma data e os meninos não saiam do estúdio”.
 
Escrita e dirigida pelo jornalista André Barcinski, produzida pela Kuarup e com narração de cantor e compositor tropicalista Arrigo Barnabé, ‘História Secreta do Pop Brasileiro’ é estruturada em oito episódios temáticos que desvendam o pop brasileiro das décadas 1970 e 80.
 
SERVIÇO
Terceiro episódio ‘História Secreta do Pop Brasileiro’
Quando: 25/10, às 22h30
Canal por assinatura: Music Box Brazil
Produção: Kuarup
Direção geral: André Barcinski
Reprises: Sábados, às 10h30; Domingos, às 18h30; Terças, às 13h30.
Classificação indicativa: Livre